Inovação e Inteligência de Mercado: Sem Elo Perdido!

Autores como o Jonathan Calof da Universidade de Ottawa ajudaram a cunhar o termo cadeia de valor da inovação, onde basicamente se parte do processo de geração de ideias, tendo como indicador o número de ideias de alta qualidade geradas dentro de uma unidade de negócios até a fase de difusão da ideia, tendo como indicador um spread na porcentagem de preparação da ideia nos mercados pretendidos, até sua difusão total.


Justamente neste frame de cadeia de valor da inovação é que convém que se identifique o estágio em que cada uma das ideias de inovação da empresa se encontram (se é que a empresa já conseguiu ser capaz de criar um mínimo funil da inovação). Para cada ideia de inovação, deveriam ser identificadas as necessidades de inteligência necessárias para tomar a decisão de passar ou não a ideia aparentemente inovadora para um próximo estágio dentro da cadeia de valor e, em seguida, poder fornecer insights suficientes para tomada de decisões.


Partindo do conceito de que Inovação é a criação de uma nova oferta viável, a aproximação com a área de inteligência de mercado torna-se vital, caso contrário teremos muitas ideias geradas, pouca difusão, e pior, poucos resultados concretos.


Hoje as empresas, sejam elas altamente disruptivas ou não, lidam com o contexto do aumento das possibilidades de experimentação mais rápida, com ofertas de produtos ou serviços e os desafios de previsibilidade do valor de novos produtos ou serviços, como por exemplo:

  • Crescimento dos Programas de fidelidade;

  • Serviços cada vez mais personalizados e de difícil precificação em razão disto;

  • Serviços complementares, serviços associados etc;

  • Arriscadas ofertas do tipo Experimente antes de comprar;

  • E o crescente nível de serviços e produtos Sob demanda (tendência forte em setores como o gráfico, vestuário personalizado, negócios alimentícios, streaming e mesmo em situações de formação de centros de serviços compartilhados e criação de PMO Office).


Todo este cenário deixa claro que a inteligência de mercado se tornou um insumo crucial para a inovação de produtos, para medir a probabilidade de interação consumidor-produtor e mesmo lidar com situações onde as oportunidades de contato pessoal diminuem, já que o hábito de consumo em Marketplaces e Apps definitivamente veio para ficar.


Enfim, a Inteligência de mercado, com seus de números de taxa de crescimento de mercado e dados de análise do ambiente concorrencial, poderá trazer dados relevantes para os esforços pretendidos de transição de ideias dentro da cadeia de inovação e de entrada em novos mercados. Uma vez coletados, esses dados podem ser analisados ​​para orientar com precisão e eficiência o processo de tomada de decisão de quem quer e precisa inovar.

Fale conosco em sac@logike.com ou acesse logikeassociados.com.br





Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square